Fiscais identificaram material afixado em paredes, lixeiras e postes, e multaram os responsáveis em valores que vão de R$ 2.384,80 a R$ 4.231,60

10/05/2013 13:53

Fonte: Portal UAI, 10/05/2013.

Um não à poluição visual provocada por cartazes de publicidade em Belo Horizonte. Esse é o objetivo da Operação Tolerância Zero aos Sujões, que começou na manhã desta sexta-feira, em Belo Horizonte. Os trabalhos são coordenados por integrantes da Secretaria de Serviços Urbanos, pela Superintendência de Limpeza Urbana(SLU) e pela Secretaria Adjunta de Fiscalização Integrada da Prefeitura de Belo Horizonte, com o apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

Depois de um trabalho de identificação do material afixado em paredes, lixeiras e postes, fiscais estão multando os responsáveis. O valor da multa é de R$ 2.384,80 para material pregado em locais irregulares ou de R$ 4.231,60 para as peças afixadas em mobiliário urbano. Até o final do dia, dez estabelecimentos serão notificados pela fiscalização.

De acordo com o secretário de Serviços da PBH, Daniel Nepomuceno, o objetivo da operação é aumentar a fiscalização e acabar com a impunidade dos sujões pelas ruas de Belo Horizonte. "Fizemos um diagnóstico é percebemos que a situação é grave. As pessoas continuam afixando cartazes sem respeitar a legislação. A palavra é tolerância zero a esses infratores", reforçou o secretário.

Os trabalhos começaram na Regional Centro-Sul, que de acordo com o secretário, possui mais de 500 pontos irregulares. A operação também será estendida para as outras regionais.