Projeto educativo que começa na próxima ­semana vai ajudar a requalificar 20 principais corredores de trânsito da capital e conta com o engajamento da sociedade civil

15/03/2013 11:06

Promover ações urbanísticas e ambientais que têm o objetivo de adequar passeios e recuperar áreas verdes públicas, com foco na limpeza, no atendimento às normas de trânsito e na despoluição visual e do ar é o objetivo do projeto Amar BH – Ação Integrada nas Grandes Avenidas, lançado ontem pelo prefeito Marcio Lacerda, na sede da Prefeitura de Belo Horizonte, no Centro. O programa é desenvolvido pelas secretarias municipais de Serviços Urbanos, Meio Ambiente e Segurança Urbana e Patrimonial, pelas adjuntas de Fiscalização e Regulação Urbana, além das secretarias regionais, BHTrans e Superintendência de Limpeza Urbana (SLU). A operação começa na próxima semana e inclui ações educativas e de fiscalização com orientações sobre as normas de posturas, trânsito e meio ambiente.

Para a execução da primeira etapa do Amar BH, foram mapeadas 20 avenidas e o marco inicial será a Raja Gabaglia. O planejamento da ação para a Raja começou a ser feito em novembro de 2012 e, depois de três meses de discussões, a metodologia foi avaliada e adequada para ser aplicada nas demais avenidas inclusas na operação. A previsão é de que toda a operação seja concluída em dezembro de 2013. “No final, esperamos alcançar a ordenação e o respeito ao espaço urbano, sobretudo do ponto de vista de acessibilidade e qualidade ambiental”, frisou o secretário municipal de Serviços Urbanos, Daniel Nepomuceno. Segundo ele, a PBH tem realizado iniciativas bem sucedidas em parceria com a sociedade. “Foram recuperadas áreas verdes das avenidas Tancredo Neves e Miguel Perrela, no bairro Castelo. O Amar BH vem reforçar essas iniciativas e ampliá-las de forma planejada para uma maior efetividade nos resultados”, completou.

O prefeito Marcio Lacerda ponderou a importância da realização de uma ação conjunta não só com os diversos órgãos públicos, mas também com a ajuda da população. “Precisamos que todos respeitem os espaços públicos voltados para a circulação das pessoas e as áreas verdes. Queremos que as pessoas se conscientizem da necessidade dessa relação amigável dos transeuntes com a cidade”, disse.

 

Educação e reconhecimento

O Amar BH tem forte viés educativo e, por isso, a expectativa é que a aplicação de penalidades se faça apenas nos casos de extremo descumprimento da legislação. Para evitar essa situação, sobretudo por desconhecimento, a administração municipal vai mostrar ao cidadão o que configura a irregularidade e apontar os caminhos para a adequação. Nos casos de infrações já constatadas e com ação fiscal em andamento, o processo terá continuidade de acordo com as medidas cabíveis previstas na legislação.

A Prefeitura, como forma de gratidão e homenagem ao cidadão/empresa, vai conceder um certificado àqueles que atenderem os quesitos urbanísticos e ambientais considerados no projeto Amar BH, tais como construção correta do passeio, utilização adequada do afastamento frontal do imóvel para estacionamento, instalação de placas publicidade de acordo com as normas legais, deposição regular do lixo e revitalização das áreas verdes públicas.

Durante o evento, inclusive, Marcio entregou o certificado o José Ricardo Ramos, presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), pelo fato de sua sede, na avenida Raja Gabaglia, já atender todos os quesitos relacionados no Amar BH antes mesmo de seu lançamento.

 

Avenidas contempladas pelo Amar BH

Afonso Pena

Amazonas

Andradas

Abrahão Caram

Avenida C

Chaffir Ferreira

Contorno

Coronel Oscar Paschoal

Cristiano Machado

Palmeiras

Dom Pedro I

Nossa Senhora do Carmo

Otacílio Negrão de Lima

Presidente Antônio Carlos

Presidente Carlos Luz

Prof. Magalhães Penido

Raja Gabaglia

Santa Rosa

Silviano Brandão

Tereza Cristina

 

*Fonte: DOM, 15/3/2013